CIDADES: Radialista é sequestrado e morto no interior da Bahia. - Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO
Sejam bem vindos!!
Home » » CIDADES: Radialista é sequestrado e morto no interior da Bahia.

CIDADES: Radialista é sequestrado e morto no interior da Bahia.

Publicado por Redação na quinta-feira, 4 de junho de 2015 | 18:10

Três homens encapuzados sequestraram o radialista em um bar. 
Ele foi morto com cerca de 20 tiros.

O corpo do radialista Dijalma Santos da Conceição, de 54 anos, foi encontrado morto na manhã de sábado, 23 de maio passado no município de Conceição da Feira, interior da Bahia. O homem era apresentador do programa “Acorda Cidade”, da rádio comunitária "RCA FM". 


O radialista Djalma Santos (Foto: Reprodução)
De acordo com Benivaldo da Silva, investigador da delegacia de Conceição da Feira, Djalma foi morto com cerca de 20 tiros, após ser sequestrado em um bar da região durante a madrugada. O investigador informou que testemunhas estão sendo ouvidas e que as investigações estão em andamento.

O radialista morava no município de Governador Mangabeira, interior da Bahia. Segundo as investigações, Dijalma estava em um bar quando três homens encapuzados chegaram no local, dispararam tiros, colocaram os clientes no chão e sequestraram o homem. O corpo foi encontrado por volta das 5h, no distrito de Timbó, zona rural de Conceição da Feira.

O radialista recebia ameaças.
Djalma Comandava o programa Acorda, Cidade! na rádio comunitária RCA. Das 7h às 8h30, Djalma era a voz mais ouvida da cidade. Sua cobertura era principalmente de crimes, mas ele também emitia opiniões sobre política. Recentemente, Djalma decidiu apurar o assassinato de uma adolescente por traficantes da região. 

"Ele foi ao local do crime sozinho, já que a polícia temia iniciar uma guerra com os criminosos", diz Roseane Silva, colega de Djalma na rádio. 

Djalma pediu permissão aos traficantes e ajudou a recuperar o corpo para enterrar a garota. Irmãos de Djalma declararam a sites de notícia locais que o radialista sofria ameaças constantes, mas não disseram de quem. Na manhã de sexta-feira, Djalma recebeu, na rádio, um telefonema o ameaçando de morte. Não deu maiores detalhes. 

O radialista também era responsável por recolher doações para a população mais pobre da região. Para inteirar a renda, Djalma tinha uma empresa de dedetização e um bar na cidade vizinha de Governador Mangabeira, onde ele morava com a família.

O crime.
Foi em seu bar, chamado Quiosque, que Djalma foi sequestrado por volta das 23h30 de sexta-feira (22). Três homens encapuzados saltaram de um carro branco, ainda não identificado pela polícia, e obrigaram Djalma a entrar no porta-malas, sob a mira de armas. 


O jornalista costumava circular de colete à prova de balas, mas foi encontrado, na manhã seguinte, desprotegido do colete, alvejado por pelo menos 20 tiros. Os policiais encontraram no local, uma estrada vicinal de chão batido próxima à margem da BR-101, 25 cápsulas de pistolas 0.40, 0.45 e 0.380. Djalma estava com a língua cortada e o olho direito arrancado. 

Abert divulga nota e cobra da justiça, solução do caso.

A Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) divulgou nota solicitando às autoridades baianas uma rigorosa investigação para a solução do assassinato do radialista. Segundo a nota "crimes contra profissionais de comunicação são uma afronta ao livre exercício do jornalismo e ao pleno direito da sociedade à informação".

Leia na íntegra.

Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) solicita às autoridades da Bahia uma investigação imediata e rigorosa sobre o assassinato do jornalista Djalma Santos da Conceição, apresentador do programa “Acorda Cidade”, da rádio comunitária RCA FM.

Conhecido por Djalma Batata, o radialista denunciava crimes e sofria ameaças de morte constantes.

Djalma foi assassinado com cerca de 20 tiros, após ser sequestrado durante a madrugada do último sábado (23), no município de Conceição da Feira.

Segundo a polícia, ele estava em um bar quando três homens encapuzados chegaram, dispararam tiros e o levaram do local. O corpo foi encontrado no distrito de Timbó, zona rural de Conceição da Feira.

A Abert lembra que os crimes contra profissionais de comunicação são uma afronta ao livre exercício do jornalismo e ao pleno direito da sociedade à informação.

DANIEL PIMENTEL SLAVIERO
Presidente



Com informações das Agências de notícias Época, EXTRA, São Gonçalo Agora e Tudo Rádio
Clique e Compartilhe
:

0 comentários :

Deixe o seu comentário.

Os comentários são de responsabilidade dos autores.

PUBLICIDADE

Curta a nossa página no Facebook
Siga a Interativa no Instagram @Interativa87
 
Suporte : E-mail | Luciano Max®
Plataforma Blogger
Copyright © 2011. Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO - All Rights Reserved
Todos os Direitos reservados a Interativa FM 87,9 Trabalho e Sucesso