GOIÁS: PF faz buscas em endereços ligados José Eliton, ex-governador - Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO
Sejam bem vindos!!
Home » , » GOIÁS: PF faz buscas em endereços ligados José Eliton, ex-governador

GOIÁS: PF faz buscas em endereços ligados José Eliton, ex-governador

Publicado por Bruno Soares na quinta-feira, 28 de março de 2019 | 13:26

Cinco pessoas foram presas na 2ª fase da Operação Decantação, que mira desvios na Saneago. Policiais também acharam R$ 1,8 milhão escondidos dentro de malas que estavam com dois suspeitos.
 (Foto: Matheus Antunes/Interativa87/Arquivo 2017)

O ex-governador de Goiás José Eliton (PSDB) é alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (28). A PF cumpre oito mandados de busca e apreensão na casa dele e de outros investigados por suspeita de fraude em licitações e desvio de dinheiro na Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago). A Justiça também determinou o sequestro de 75 imóveis avaliados em R$ 35 milhões, e a prisão temporária de cinco pessoas.

A ação faz parte da segunda fase da Operação Decantação para combater fraude em licitações e desvio de dinheiro público da Saneago. Estão sendo investigados dirigentes da empresa e agentes públicos do governo do estado, entre os anos de 2012 e 2016.

As investigações indicam que parte dos recursos recebidos pela prestação de serviços à Saneago era repassada para o chefe de gabinete do então governador do estado.

(Foto: Polícia Federal / Divulgação)
De acordo com a PF, apurou-se ainda que o ex-vice-governador José Eliton teria utilizado, por diversas vezes, um avião pertencente a uma das empresas favorecidas pelos contratos.

Eliton foi vice do governador Marconi Perillo (PSDB) entre 2012 e 2016 e assumiu o governo quando Perillo se candidatou à reeleição.

A ação de hoje é decorrente da análise de materiais apreendidos na primeira fase da Operação Decantação, deflagrada em 2016, que “desarticulou célula criminosa responsável pelo desvio de cerca de R$ 4,5 milhões da Saneago”, diz a PF.

No carro de Luiz Alberto, os policiais encontraram R$ 1 milhão. Durante as buscas, os policiais acharam uma mala com cerca de R$ 800 mil e armas na casa de Gisella Silva de Oliveira Albuquerque. Ela é filha de Luiz Alberto, ex-chefe de gabinete do ex-governador Marconi Perillo. Pai e filha estão presos. Ao todo a PF apreendeu R$ 1,8 milhões.

(Foto: Polícia Federal / Divulgação)
(Foto: Polícia Federal / Divulgação)
Foram presos hoje, além do ex-chefe de gabinete e da filha de Luiz Alberto, o ex-diretor de gestão corporativa da Saneago, Robson Borges Salazar, e os sócio da Sanefer Construções e Empreendimentos, Carlos Eduardo Pereira da Costa, Nilvane Tomás de Sousa Costa . Luiz Alberto, Robson Salazar, Nilvane Costa e Carlos Eduardo Pereira Costa já haviam sido presos na primeira fase da operação, em 2016.

As buscas são feitas, conforme a polícia, em endereços de investigados e pessoas ligadas ao ex-governador, em Goiânia e Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

Em nota, a assessoria de José Eliton informou que ele está em Posse, no interior de Goiás, numa audiência como advogado, mas retorna nesta tarde para Goiânia. Conforme o texto, o ex-governador "confirma que a PF cumpriu mandado de busca e apreensão em seu apartamento, na capital, em que foi apreendido um computador, usado por seu filho mais novo". Ele informou ainda que dará uma declaração assim que tiver acesso ao inquérito da continuação da Operação Decantação.

A Saneago informou, em nota, que "a atual gestão da empresa tem priorizado a implantação das melhores práticas de governança, para garantir a lisura em todos os processos da companhia, como a criação da Superintendência de Governança". A Saneago completou que "permanece prestando toda a colaboração necessária às investigações".

Direcionamento de licitação
“Foi constatado que três empresas, de um único dono, foram beneficiadas em contratos junto à companhia de saneamento, mesmo com impedimentos fiscais e não sendo especialistas na prestação dos serviços demandados, o que indica direcionamento de licitação”, diz ainda a Polícia Federal.

As investigações apontaram indícios de que as empresas também foram utilizadas para lavagem de dinheiro, “uma vez que ficou comprovada transferência de valores da ordem de R$ 28 milhões entre o chefe de gabinete do ex-governador e a conta de uma das empresas”.

Os policiais federais cumprem desde as primeiras horas da manhã, em endereços em Goiânia e Aparecida de Goiânia, cinco mandados de prisão temporária e oito de busca e apreensão, expedidos pela 11ª Vara Federal de Goiás.

A Justiça determinou também o sequestro de 65 imóveis avaliados em R$ 35 milhões e o afastamento da função pública de dois servidores da Saneago.

De acordo com a PF, o nome da operação, Decantação, é uma referência a um dos processos de tratamento de água distribuída à população.


Com informações da Agência Brasil e G1
Clique e Compartilhe
:

0 comentários :

Deixe o seu comentário.

Os comentários são de responsabilidade dos autores.

PUBLICIDADE

Curta a nossa página no Facebook
Siga a Interativa no Instagram @Interativa87
 
Suporte : E-mail | Luciano Max®
Plataforma Blogger
Copyright © 2011. Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO - All Rights Reserved
Todos os Direitos reservados a Interativa FM 87,9 Trabalho e Sucesso