SEGURANÇA: Vereadores e vice-prefeito se reúnem com delegado da Polícia Civil em Cabeceiras - Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO
Sejam bem vindos!!
Home » » SEGURANÇA: Vereadores e vice-prefeito se reúnem com delegado da Polícia Civil em Cabeceiras

SEGURANÇA: Vereadores e vice-prefeito se reúnem com delegado da Polícia Civil em Cabeceiras

Publicado por Bruno Soares na segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016 | 16:50

Reunião discutiu a instalação da Polícia Civil na cidade para funcionar 24h.

A semana passada foi marcada pela audiência pública, realizada na Câmara Municipal, inauguração do Posto da Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRV) na rodovia GO-346 e reunião entre legislativo e executivo com o delegado regional da Polícia Civil. Foi uma semana em que, a segurança pública movimentou a cidade, assim como também como os furtos. É por causa do último (furtos) que foram realizadas; audiência e a reunião com o delegado.

Na segunda – feira (15) o legislativo convidou o comandante do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), Major Moura, responsável por Cabeceiras, Formosa, Flores e Vila Boa para buscar soluções diante do grande número de furtos e roubos no município. Também foram convidados o comandante local, Sargento Pedersoli e o comandante da Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRV), Tenente Jornanes.

Major Moura deixou claro que o problema de segurança pública não é de exclusividade da Polícia Militar e sugeriu que os vereadores buscassem cobrar do executivo para ajudar a PM na segurança do município. Moura ainda frisou a importância da Polícia Civil na cidade para os registros de ocorrências e investigação.

"A segurança pública não é uma exclusividade da polícia militar. Segurança envolve toda população e áreas administrativas da cidade. Não cobrar apenas de uma corporação. Seria muito importante ter a polícia civil na cidade. Ela faz o trabalho de investigação e tendo o trabalho dela aqui, vai impedir que uma viatura da PM se desloque até Formosa para o registro de ocorrências com um infrator. Diminuiria e muito esse tipo de trabalho e a a viatura permaneceria na cidade e só sairia em casos extremos", destacou Moura

Todos se comprometeram a melhorar a segurança. Major disponibilizando de mais policiais em dias aleatórios da semana, uma vez que não é possível para o momento aumentar o efetivo policial na cidade, mas para a atual deficiência irá fazer dessa forma (por enquanto), e o legislativo e executivo em busca da instalação do atendimento 24h da Polícia Civil em Cabeceiras.

Boas notícias foram dadas na inauguração do Posto da PMRV três dias após a audiência pública. O Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), Coronel Silvio Benedito Alves prometeu ao presidente da câmara, vereador Edmundo Gomes (PSB) destinar entre R$ 10 a R$ 15 mil por mês para reativar o banco de horas da PM, que é pago ao policial militar de folga para trabalhar, ou seja, o PM vende a sua folga. Silvio reafirmou o compromisso em entrevista ao programa Alô Notícias que foi ao ar na Interativa FM no sábado (20).

Nesse mesmo dia o Delegado Titular da 11ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Goiás (DRP), lotado em Formosa (GO), Entorno do Distrito Federal, Joaquim Adorno estava presente na solenidade de inauguração da PMRV. E atendendo ao pedido dos vereadores Edmundo Gomes (presidente) e Manoel Teixeira (PV), o delegado se dirigiu até a Câmara Municipal para uma conversa, que contou com a participação do vice-prefeito Bim de Oemis (PTN).

Nessa reunião, que durou pouco mais de 1 hora, foi discutido a instalação da polícia civil em Cabeceiras. E para que isso seja concretizado, não é preciso muita coisa. Apenas a reforma de um prédio que é antigo e corre o risco de desabar – nesse imóvel funciona uma espécie de apoio da polícia civil, mas não diariamente – instalar boa internet e a prefeitura disponibilizar dois servidores públicos para o atendimento 24 horas. Assim sendo feito, Joaquim disse em entrevista à rádio Interativa FM (programa Alô Notícias que foi ao ar no sábado), ele disponibilizará os serviços da polícia civil para cidade com deslocamento de uma viatura e dois ou mais policiais.

Imóvel para ser reformado (Foto: Bruno Soares/Interativa87)
Com tudo funcionando, 85% dos trabalhos da polícia civil pode ser feito em Cabeceiras, não sendo necessário ir para Formosa, que fica distante a 64 quilômetros, aonde são registradas ocorrências, como é atualmente feito, tendo que, em muitos casos, uma viatura da PM se deslocar para Formosa deixando a cidade desguarnecida.

Assim sendo, esse deslocamento só será feito apenas em caso de crimes em flagrante, que necessitam da presença de um delegado. Tudo pode ser resolvido em médio prazo, e a câmara está correndo para atender o delegado o mais rápido possível.

"Conseguindo reformar o prédio, que é antigo, acredito que tenha mais de 40 anos, instalar uma internet boa e disponibilizar dois servidores. Posso trazer para Cabeceiras uma boa estrutura da polícia civil. Isso pode ser feito em curto prazo para atender as necessidades da população e agilizará nos registros das ocorrências", explicou Joaquim Adorno
(Foto: Bruno Soares / Interativa87)
Essa semana o delegado deverá voltar à cidade para conversar novamente com o presidente da câmara e, acompanhados de um engenheiro, vistoriar o imóvel e fazer o orçamento. A informação é do presidente Edmundo Gomes.
Clique e Compartilhe
:

0 comentários :

Deixe o seu comentário.

Os comentários são de responsabilidade dos autores.

PUBLICIDADE

Curta a nossa página no Facebook
 
Suporte : E-mail | Luciano Max®
Plataforma Blogger
Copyright © 2011. Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO - All Rights Reserved
Todos os Direitos reservados a Interativa FM 87,9 Trabalho e Sucesso