CABECEIRAS: Município continua sem atendimento pediátrico após aposentadoria de médica - Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO
Sejam bem vindos!!
 
Home » » CABECEIRAS: Município continua sem atendimento pediátrico após aposentadoria de médica

CABECEIRAS: Município continua sem atendimento pediátrico após aposentadoria de médica

Publicado por Redação na quinta-feira, 14 de setembro de 2017 | 16:45

(Foto: Reprodução/Internet)

A população não conta com atendimento de médico especialista em pediatria desde maio, após a saída da médica Ana Michikawa que se aposentou. Ela trabalhou no município por 30 anos. Na época (maio) o Secretario Municipal de Saúde, Gervácio Júnior disse ao Interativa87 que o município ficaria naquele mês sem pediatra e estaria buscando um novo profissional para ocupar a vaga ou aguardaria a doutora Ana resolver suas questões pessoais para efetivá-la novamente ao cargo.

Passados três meses e a volta da Ana Michikawa ou a contratação de outro(a) pediatra não foram feitos e, continua a saúde municipal sem especialista na área, tendo a população recorrido a hospitais de cidades vizinhas na rede pública ou privada. Quem não tem recursos financeiros recorre aos clínicos gerais na cidade.


Publicidade



Segundo o secretário, a previsão de contratar um novo profissional da área ou recontratar a Ana era até julho, mas a crise financeira adiou às previsões e agora, não sabe precisar exatamente quando a pasta vai poder contratar pediatra. Júnior acredita que pode ser ainda esse ano e o governo municipal está tentando solucionar essa situação.

"A gente tinha previsão de contratar uma pediatra ou voltar com a doutora Ana, mas infelizmente a situação financeira dificultou nosso planejamento. Tivemos uma queda na receita e estamos tentando resolver esse problema. Teremos uma reunião para buscar um caminho que nos leve a solucionar ainda esse ano", explicou

Outra baixa no quadro médico do município e que não terá a princípio reposição é a saída da doutora Fabrícia de Oliveira e Silva. A médica saiu de licença maternidade e não terá contratação de novo profissional para ocupar a vaga.

Segundo Júnior, será feito rodízio entre os médicos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no Hospital Municipal (HMC) até que a receita melhore e seja possível contratar médicos. O município conta com cinco médicos.

Alguns pacientes reclamam que precisam trocar receitas e agendar consultas nas Unidades Básicas de Saúde e não estão conseguindo. Segundo eles, ao procurar esse agendamento, principalmente na UBS do bairro Mariano Machado, a resposta é que no momento não está tendo agendamento por falta de médico e ao procurar outras duas unidades, localizadas nos bairros Enis e Parque João Amélia, são orientados a procurar a UBS onde estão cadastrados, que, é a unidade onde recebem a resposta negativa.

Perguntado sobre esse caso na terça-feira (12), o secretário informou a reportagem que iria se informar sobre o relato desses pacientes, até então, desconhecia sobre essa informação. Até o fechamento dessa matéria, o Gervácio Júnior ainda não havia se pronunciado.
Clique e Compartilhe :

0 comentários :

Deixe o seu comentário.

Os comentários são de responsabilidade dos autores.

PUBLICIDADE

Curta a nossa página no Facebook
 
Suporte : E-mail | Luciano Max®
Plataforma Blogger
Copyright © 2011. Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO - All Rights Reserved
Todos os Direitos reservados a Interativa FM 87,9 Trabalho e Sucesso