CABECEIRAS: Eleitor tem até o dia 31 de julho para fazer o recadastramento biométrico na câmara municipal - Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO
Sejam bem vindos!!
 
Home » , » CABECEIRAS: Eleitor tem até o dia 31 de julho para fazer o recadastramento biométrico na câmara municipal

CABECEIRAS: Eleitor tem até o dia 31 de julho para fazer o recadastramento biométrico na câmara municipal

Publicado por Bruno Soares na terça-feira, 4 de julho de 2017 | 11:11

(Foto: Bruno Soares/Interativa87)

Começou nesta segunda-feira (03) e termina no dia 31 desse mês o recadastramento biométrico no posto do Cartório Eleitoral montado na Câmara Municipal. O recadastramento termina no dia 30 se setembro e a Justiça Eleitoral em parceria com a prefeitura e câmara está facilitando o acesso dos eleitores cabeceirenses que não vão precisar se deslocar até Formosa para tirar o novo documento que é obrigatório. Mas quem desejar ir a até o cartório eleitoral em Formosa para fazer o recadastramento podem se dirigir ao local que o procedimento é o mesmo que está sendo feito na câmara.

Publicidade



(Foto: Bruno Soares/Interativa87)

(Foto: Bruno Soares/Interativa87)
Segundo a servidora do cartório eleitoral, Juliana que tem acompanhado e aplicado às instruções para os cinco funcionários públicos cedidos pela prefeitura que são responsáveis pelos recadastramentos, nesta segunda foram feitos 40 atendimentos até às 17h00 mesmo com o sistema enfrentando instabilidades. O objetivo é realizar 90 atendimentos por dia.

O horário de atendimento é o mesmo do Cartório Eleitoral de Formosa, das 12h00 às 18h00 de segunda a sexta-feira. Às senhas são distribuídas a partir das 12h00 e são disponibilizadas apenas 40. No entanto, o eleitor pode ainda ser atendido, caso todos que receberam senhas já tiverem sido recadastrados antes do final do expediente. Por ter sido o primeiro dia de atendimento ao eleitor "os resultados foram satisfatórios" segundo avaliou Juliana. Em média o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estima que cada atendimento leva cerca de 10 minutos. Devido a instabilidade entre internet e o servidor da Justiça Eleitoral, teve eleitor que ficou cerca de 40 minutos na cabine sendo atendido.

(Foto: Bruno Soares/Interativa87)

(Foto: Bruno Soares/Interativa87)
Foram instalado três computadores e ao mesmo tempo três eleitores são atendidos. São colhidos assinaturas, fotos e às digitais. Em seguida o novo título é impresso no local, assinado pelo eleitor e entregue na mesma hora. Esse procedimento ocorre para quem não fez nenhuma mudança desde a ultima atualização ou tiragem do título de eleitor. Para quem mudou de endereço é necessário que apresente, além da carteira de identidade e o título, um comprovante de endereço. Se o eleitor não votou na última eleição e nem justificou, é impresso no local a guia para o pagamento da multa, feito o pagamento ele pode retornar e fazer o recadastramento.

Publicidade



Para quem tem mais de 18 anos e vai tirar o primeiro título é necessário que leve além de documento oficial com foto um comprovante de residência emitido no máximo a três meses e comprovante de quitação do serviço militar.

Os documentos exigidos pelo TSE e TREs são:

"- Documento oficial de identificação que contenha foto (Ex.: RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar - EM ORIGINAL);
- Comprovante de residência recente (emitido há, no máximo, 3 meses);
- Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);
- Se for o 1º título eleitoral, necessita-se ainda do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos)."

Esses são documentos exigidos para cada caso específico e o TRE ainda faz uma observação para o documento CNH e outros;

"A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o Passaporte, se não contiver a filiação".

 Para outras dúvidas é só acessar o site do TRE clicando aqui.

O eleitor pode ainda buscar mais informações através dos telefones; 148 / (61) 3631-2398 e 3631-0079 do Cartório Eleitoral de Formosa ou ainda (61)3636-1182 da Câmara Municipal de Cabeceiras.

Embora o dia 31 desse mês seja a data em que o posto de atendimento do Cartório Eleitoral esteja na cidade, há a possibilidade de prorrogar por pelo menos um mês para atender toda população cabeceirense. Mas vai depender dos serviços da interação entre internet e o sistema da Justiça Eleitoral. O atendimento na cidade está sendo feito em parceria com a prefeitura e câmara municipal.

No início do recadastramento biométrico divulgado para eleitores que compõe a Zona Eleitoral correspondente ao atendimento do Cartório Eleitoral de Formosa, a reportagem do Interativa87 procurou a unidade se haveria posto de atendimento em Cabeceiras.  Por e-mail, a Técnica Judiciário e Chefe de Cartório, Elaine Cristina informou que a princípio não seria possível instalar um posto de atendimento na cidade por não haver servidores suficientes para o deslocamento, pois o Cartório de Formosa atende outros três municípios; Flores de Goiás, Vila Boa e a cidade sede, Formosa.

"Quanto ao posto de atendimento, não temos previsão de instalação de posto de atendimento no município de Cabeceiras. Somos responsáveis por 4 municípios (Formosa, Vila Boa, Flores e Cabeceiras) não temos, no momento, condições de fazer o atendimento fora da sede. Por hora, o eleitor terá que se deslocar até Formosa"disse Elaine

De acordo com o presidente da câmara, Gilberto Araújo (PSDB), os demais vereadores e o prefeito Tuta (PDT) em conjunto com Igoro Neto do departamento interno da prefeitura propuseram ao Cartório Eleitoral disponibilizar de estrutura física, internet e servidores públicos para trabalhar no recadastramento. Após reuniões e a parceria firmada, foi atendido o pedido e na semana passada os servidores do Cartório chegaram na cidade para instalação e treinamento dos servidores.

"Seria muito difícil para nossa população ter que se deslocar para Formosa para fazer o recadastramento, principalmente às pessoas mais carentes. O titulo de eleitor é muito importante e não serve apenas para votar, ele é um documento que comprova para recebimento de benefícios e outros serviços. Se o eleitor estiver irregular, pode ter problemas ao ser exigido o título e essa tem sido uma cobrança dos nossos moradores que estamos buscando atender", ressaltou Gilberto Araújo em entrevista a rádio Interativa FM.


Título cancelado
Quem tiver o documento cancelado ficará impedido de assumir cargos públicos, solicitar passaporte, empréstimos em bancos públicos, entre outros serviços. Porém, os eleitores podem procurar os cartórios eleitorais e regularizar a situação, emitindo novos títulos.
Clique e Compartilhe :

0 comentários :

Deixe o seu comentário.

Os comentários são de responsabilidade dos autores.

PUBLICIDADE

Curta a nossa página no Facebook
 
Suporte : E-mail | Luciano Max®
Plataforma Blogger
Copyright © 2011. Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO - All Rights Reserved
Todos os Direitos reservados a Interativa FM 87,9 Trabalho e Sucesso