CIDADES: Dois adolescentes são apreendidos suspeitos de executar radialista Jefferson Pureza - Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO
Sejam bem vindos!!
Home » , , » CIDADES: Dois adolescentes são apreendidos suspeitos de executar radialista Jefferson Pureza

CIDADES: Dois adolescentes são apreendidos suspeitos de executar radialista Jefferson Pureza

Publicado por Redação na quinta-feira, 1 de março de 2018 | 16:37

Menor foi contratado por vereador para matar o radialista Jefferson Pureza em Edealina em troca de R$ 5 mil e arma, acredita polícia.


(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil apreendeu nesta quinta-feira (1º) em Aragoiânia, no Centro Goiano, dois adolescentes de 17 anos suspeitos de matar o radialista Jefferson Pureza. O crime aconteceu em janeiro, no município de Edealina, na região Sul de Goiás.


No começo de fevereiro, o vereador José Eduardo Alves da Silva(PR), foi preso suspeito de ser o mandante do crime. De acordo com a polícia, ele nega o crime. Outros dois homens também foram detidos, além de mais um adolescente apreendido.

Os mandados de apreensão dos menores foram cumpridos durante desdobramento da Operação Nuntius, que investigava o homicídio.


Vereador é suspeito de mandar matar o radialista (Foto: Polícia Civil/Divulgação)


Publicidade





Segundo o delegado Queops Barreto, responsável pelo caso, um dos garotos apreendidos teria recebido R$ 5 mil e uma arma para fazer a execução. O outro adolescente teria recebido R$ 2 mil para conduzir a motocicleta utilizada na ação. A corporação informou que a dupla será transferida  para a cidade de Edeia, a 32 km de Edealina.

O crime

Jefferson Pureza Lopes foi morto a tiros no dia 17 de janeiro na casa em que morava. Ele foi atingido por três tiros no rosto. O comunicador trabalhava na Rádio Beira Rio FM que, a cerca de três meses foi incendiada durante a madrugada. Ele apresentava um programa polêmico nessa emissora e os seus discursos não agradava os governantes da cidade.

Jefferson Pureza foi morto a tiros em sua casa (Foto: Facebook/Reprodução)

Após a morte do jornalista, a Polícia Civil montou uma força-tarefa para investigar o crime, o que resultou na Operação Nuntius. A motivação do crime, segundo a polícia, são políticas e ciúmes por a vítima ter se relacionado com a ex-mulher do vereador José Eduardo Alves da Silva.
Clique e Compartilhe :

0 comentários :

Deixe o seu comentário.

Os comentários são de responsabilidade dos autores.

PUBLICIDADE

Curta a nossa página no Facebook
 
Suporte : E-mail | Luciano Max®
Plataforma Blogger
Copyright © 2011. Rádio Interativa FM - Cabeceiras - GO - All Rights Reserved
Todos os Direitos reservados a Interativa FM 87,9 Trabalho e Sucesso